22 de dez de 2012

Christmas Love - Part 5 e 6


Justin's POV

Eu simplesmente não estou acreditando que eu a beijei, ou melhor, que ela me beijou. Eu preciso encontrá-la de novo, falta alguns dias para o natal e eu ainda não sei o que fazer. Já sei, ela deve estar no orfanato, vou até lá e vou falar com ela. Andei até lá mas não a encontrei, o que teria acontecido com ela? Fui andando pela rua congelada da cidade e ao passar pelo parque, vi ela sentada no banco olhando para baixo. 
- Sabe, esse tem sido o melhor dezembro de todos os tempos.- Falei sentando do seu lado. 
- Como você sabia que era eu? - Ela disse levantando a cabeça e olhando para mim.
- Eu reconheceria você até se estivesse cego.
- Justin, o que você quer de mim? Fez uma aposta com alguém? Tem que ter um motivo para você ter me beijado.
- É porque eu te amo, não entendeu ainda? - Falei a olhando.
- Você mente. Não vou acreditar de novo nessas ilusões. - Ela virou o rosto para o outro lado do parque, percebendo que havia duas crianças brincando.
- Porque eu iria mentir |Seu nome|? Se alguém um dia te magoou, não significa que todos os outros vão te magoar também, eu prometo. Eu vou tentar ser a pessoa que mais te faz feliz no mundo! Você é a 2ª pessoa que eu mais amo na minha vida.
- Segunda? Tá vendo ... - Ela me olhou com cara de indignada e eu sorri.
- A primeira é sua sogrinha, a segunda é você e a terceira, bom, eu estava pensando em ter alguns filhos ...
- Justin, eu disse para você parar com essas coisas... - Ela ficou vermelha e abaixou a cabeça novamente.
- Tudo que eu falo é verdade. - Levantei seu queixo e a olhei nos olhos. - Fica comigo, para sempre?
- Eu preciso pensar, não é bem assim. - Ela me olhou e foi embora. Fiquei igual a um tonto parado lá durante alguns segundos, mas logo saí antes que pegasse uma gripe.

21 de dezembro, 2012 - 8:00 PM - Toronto, Canadá

Fazia duas horas que tinha falado com |Seu nome| e eu ainda estou pensando nela, eu tenho que parar com essa mania. Eu e Chaz estamos na casa dele jogando vídeo game, mas parece que eu estou perdendo pois não sei nem que jogo é. A mãe dele fez pizza caseira e logo depois saiu nos deixando livres para conversar. 
- Cara, essa pizza ta muito boa. - Falei mordendo de novo.
- Com certeza. - Ele falou de boca cheia e logo depois que engoliu se dirigiu a mim novamente - E como que foi com a |Seu nome| hoje? Pelo jeito não muito bom.
- Nem um pouco, ela me deu um fora quando pedi ela em namoro. 
- Mas já, mano? Ela não vai aceitar tão cedo. - Ele falou pegando outro pedaço da pizza.
- Como você sabe? - Larguei a pizza no prato e olhei sério.
- Talvez porque eu seja o melhor amigo dela. - Chaz sorriu irônico e largou a sua pizza.
- Eu não paro de pensar nela, dude. 
- Que lindo, meu amiguinho ta apaixonadooo! - Ele fez voz de gay e eu o olhei rindo.
- Cara, você não é normal. - Rimos e depois terminamos de comer aquela pizza logo, ficamos jogando, conversando, falando besteira até tarde. Decidi dormir lá mesmo, já que minha casa era a um quarteirão da sua. 


|Seu nome|'s POV

- Caitlin, eu não posso aceitar assim! - Falei pela milésima vez, quase gritando. 
- Porque não garota? Justin é lindo, educado, humilde e o caralho a quatro, qual o problema?! - Ela já estava gritando, mesmo estando na minha casa.
- Porque eu não sei se eu amo ele, porra! - Me emburrei de vez.
- Tá bom, ta perdendo um ótimo menino.
- Se é tão ótimo porque não fica com ele? - A olhei com beiço.
- Porque eu amo o Chaz, lerda '-' - O que? Meu melhor amigo e minha melhor amiga estão prestes a namorar e eu não sabia de nada? Porque eu fui sair daqui ...
- Eu fico um tempinho fora e perco um milhão de coisas heein, mas me conta, ele já sabe disso? - Falei sorrindo maliciosamente. 
- Cala boca, garota, ele nem sonha com isso! - Ela se jogou na cama.
- Depois eu que sou a lerda, você vai falar com o Chaz amanhã mesmo, to mandando. - Peguei meu casaco que estava na cadeira. - Vamos lá na confeitaria buscar uma torta pra gente?
- Só vou se você falar com o Justin amanhã também. - Ela se sentou na cama.
- Fechado, agora boa seu casaco e vamos. - Saímos antes que começasse a nevar, pegamos uma torta de chocolate com amêndoas, a nossa preferida (finge que é kk). Também compramos um chocolate quente e uma barra de chocolate branco, nem somos gordas. Comemos praticamente tudo de uma vez só, em seguida Caitlin foi para a casa dela porque teria um certo compromisso amanhã cedo, se é que me entende. Fiquei vendo televisão até mais ou menos umas 12:00 PM (meia noite), depois dormi.

22 de dezembro, 2012 - 9:00 AM - Toronto, Canadá

Acordei e tomei um banho quente, coloquei uma roupa normal e fui para a cozinha tomar café, Chris estava sentado na sala jogando vídeo game, papai na poltrona lendo o jornal e minha mãe tirando a mesa. Peguei apenas uma maçã e me sentei ao lado de Chris, fiquei olhando ele jogar comendo. 
- Vai ficar ai me olhando? Porque não pega outro controle?
- Tá bom, esse jogo é sobre o que? - Falei indo até a estante pegando o controle 2.
- Zumbis, você tem que matá-los. - Me sentei ao seu lado e ele mudou para dois jogadores, no início ele estava ganhando, mas quem acabou ganhando fui eu, sem querer me gabar. Neste horário Cait estaria falando com o Chaz, à tarde quem vai falar com ele sou eu.


PART 6


Justin's POV

Hoje quando acordei, me vesti e acordei Chaz, tomamos café da manhã e depois ele foi para sua casa. Fiquei a manhã inteira de bobeira, resolvi dar uma saída, andar por aí e talvez encontrar algo útil para fazer. No caminho de ida, olhava para baixo, observando o asfalto coberto pela neve branquinha. Senti que tinha alguém do meu lado, olhei e |Seu nome| estava me olhando.
- Porque tão cabisbaixo? - Ela olhou para a frente enquanto caminhava. 
- Acho que ás vezes eu preciso de alguém para me fazer rir, como você. - Eu a olhei.
- É sobre isso que eu queria falar com você. Eu tenho medo de aceitar seu pedido, não quero ser forçada a fazer algo que estou em dúvida.
- Não vou te forçar a nada, aceite se quiser, não por pressão. Só quero que entenda que eu te amo, |Seu nome|. - Eu parei e segurei sua mão, ela virou para mim e parou na minha frente.
- Eu não sei, Justin. Apenas me deixe decidir o que vai fazer. 
- Tudo bem... Mas que tal irmos naquela confeitaria lá perto de casa? - Falei a puxando para andar novamente.
- Nem pensar, ontem eu me enchi de torta com a Caitlin! - Ri da cara dela.
- E eu me entupi de pizza caseira com o Chaz.
- Eu amo as pizzas da mãe dele, são muito boas, não acha? - Ela falou me olhando.
- Com certeza. Então o que quer fazer agora?
- Que tal irmos naquele parque de diversões? - Ela falou com olhar malicioso. 
- Mas está fechado ... - Parei por um segundo. - Ah entendi. Você quer invadir o parque. - Ri e saímos correndo ao parque que ficava na próxima esquina. Ficamos olhando os brinquedos, nos pendurando e fazendo palhaçada. Pena que diversão dura pouco, logo notaram que estávamos lá e quase fomos pegos. Ficamos andando pela cidade a tarde inteira, mas voltamos quando o céu já estava começando a ficar escuro, me despedi dela com um simples abraço e ela com um beijo na bochecha, que eu torci para que ela errasse. O tempo passa rápido quando estamos com a pessoa que amamos. O resto da noite, fiquei brincando com Jazzy e Jaxon, que estavam aqui nesta semana de Natal. 


Resolvi dar uma luz à vocês e postei dois cap. de uma vez só, o 6 ficou um pouco curto pois a criatividade fugiu e eu quero que cada parte seja um dia, entende? Emfim, vamos ter que fazer até o 10, ou seja, segunda ( dia 24) eu posto dois capítulos seguidos e terça eu faço o final (dia 25) Beeeijos!,
Isa 

2 comentários: